^993BE3F3C59F1CB1962572C7EB1BCDC82A9EDCBB92D8AD7386^pimgpsh_fullsize_distrMe chamo Claudia Moreira do Amaral.

Quando cheguei no bairro Parque Jabaquara eu estava realmente em uma situação muito difícil com três pequenos filhos e um que estava chegando, sem dinheiro, nem para nos comer e alimentar.

Eu aprendi da existência desta associação numa entrevista com a assistente social que me acolheu e me forneceu comida e enxoval do bebe que iria nascer.

A partir daí, eu consegui encontrar vagas para todas as crianças na creche onde eu choro à quatro cantos meu amor e gratidão pela Cruz de Malta para os meus filhos que foram alimentados e alfabetizados e até mesmo me deram tempo livre para que eu pudesse ir atrás de uma bolsa de estudos que me permitiu adquirir uma profissão e melhorar todo o meu contexto familiar.

Agora eusouum especialista em cirurgiãodentisticaem implantodontia e tenho grande orgulhoem contar esta históriae contribuircomo voluntáriana instituição livre servindoas crianças de jardim de infância,CJe da comunidade,sendo um exemplo para outras mães do que na vida se pode obter.

do que na vida se  pode obter da miséria quando você encontrar abrigo, oportunidade, calor e mais importante amor.

Eu sei como o Centro Assistencial Cruz de Malta é uma instituição séria, porque eu era uma voluntária lá antes do meu treinamento na cozinha, onde eu costumava lavar todas as laranjas antes de ir para a mesa das crianças, também como monitor no berçário e sempre viu o capricho em tudo feito.

Eu nunca vou esquecer esse apoio, por hoje, vendo meu filho no terceiro ano da faculdade no curso de Engenharia Civil, seguindo o meu exemplo, eu me lembro Tereza dizendo em um ocasião “que as boas ações reverberam”.

Claudia

São Paulo, 24 de Fevereiro de 2015